OSESP MASP - PEÇAS MUSICAIS EM DIÁLOGO COM A OBRA DE BEATRIZ MILHAZES

Exposição

  • Nome:

    OSESP MASP - PEÇAS MUSICAIS EM DIÁLOGO COM A OBRA DE BEATRIZ MILHAZES

  • Abertura: 03 de agosto 2022
  • Visitação: até 14 de dezembro 2022

Local

  • Local: MASP Auditório
  • Evento Online: Não
  • Endereço: Avenida Paulista, 1578 — Bela Vista

PROGRAMA OSESP MASP RETORNA EM FORMATO PRESENCIAL APRESENTANDO
CINCO PEÇAS MUSICAIS EM DIÁLOGO COM A OBRA DE BEATRIZ MILHAZES 

Gratuita, primeira apresentação da série contará com curador e crítico de arte Cadu 
Riccioppo e o duo de percussão Ricardo Bologna e Rubén Zúñiga


MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand e a Osesp – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, duas das instituições culturais mais simbólicas de São Paulo, apresentam, no segundo semestre de 2022, uma nova edição de concertos OSESP MASP, que combina arte e música no palco do MASP Auditório. Para a abertura da série, no dia 3 de agosto, a obra São Cosme e Damião, de Beatriz Milhazes, em empréstimo de longa duração ao MASP, foi escolhida para dialogar com cinco obras musicais. A iniciativa é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e do Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais – Pro-Mac.
 
O projeto, promovido pelo MASP e pela Osesp desde 2015, estabelece diálogos entre arte e música, relacionando similaridades estéticas e históricas entre ambas. Cada apresentação é comentada por um especialista convidado, que faz a conexão entre as obras de arte da coleção do MASP e peças musicais interpretadas por músicos da Osesp.
 
Para a inauguração, o palestrante convidado, o curador e crítico de arte Cadu Riccioppo, estabelece paralelos entre a pintura e peças de Leonardo Gorosito, Peter Klatzow, Ivan Trevino, Tan Dun e Minoru Miki. A interpretação da música fica por conta do duo de percussão Ricardo Bologna e Rubén Zúñiga, instrumentistas que também fazem parte da Osesp. Após o concerto, os espectadores são convidados a visitar a obra no Acervo do MASP, no segundo andar. 
 

PROGRAMA  

DUO DE PERCUSSÃO
RICARDO BOLOGNA
RUBÉN ZÚÑIGA

LEONARDO GOROSITO (1984)
Imã, 2012
6 min
 
PETER KLATZOW (1945)
Ambient Resonances I-II (Echoes of Time and Place), 1994
12 min

IVAN TREVINO (1983)
2 + 1, 2013
6 min

TAN DUN (1957)
Water Music, 2004
20 min
 
MINORU MIKI (1930–2011)
Marimba Spiritual, 1983–84
 12 min


OBRA COMENTADA


Beatriz Milhazes, São Cosme e Damião, 2014, coleção da artista, em empréstimo de longa duração ao MASP


PALESTRANTE


Carlos Eduardo Riccioppo foi Professor de História, Teoria e Crítica de Arte Arte junto ao Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP (2012-2017), e é professor de História da arte e Estudos Críticos e Culturais na Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC), credenciada à University of Hertfordshire - Reino Unido. Doutor (a tese abordou a obra de Jac Leirner e a arte brasileira nas décadas de 1980-1990) e Mestre (a dissertação dedicou-se à obra de José Leonilson) em História, Crítica e Teoria da Arte e graduado pela mesma instituição, integra, ali, o Centro de Pesquisas em Arte Brasileira do CAP/ECA/USP. Publica regularmente artigos sobre artistas modernos e contemporâneos e realizou as exposições "Leonilson - desenhos", no Centro Universitário Maria Antonia, em 2008, e "Fim da primeira parte" (2011, Galeria Vermelho, São Paulo) e "Gelo para festas" (2017, SESC), ambas do artista João Loureiro, e a mostra "Ratos e Urubus" (2019, Centro Cultural São Paulo). Em 2010, foi contemplado com a Bolsa Funarte de Estímulo à Produção Crítica em Artes Visuais, e, em 2015, pelo Programa Redes Funarte de Artes Visuais. Compôs os grupos de crítica do Centro Cultural São Paulo, do Centro Universitário Maria Antonia e do Paço das Artes e contribuiu para a Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais. Coordenou o Núcleo de Pesquisa e Formação do Centro Universitário Maria Antonia/USP (2015-2017). Publicou os livros "Gerais" (em parceria com os artistas Carla Zaccagnini, João Loureiro e Rochelle Costi) e "Bruno Dunley" (sobre a trajetória do artista).


SERVIÇO
Abertura Osesp MASP

3.8.22, às 20h
MASP Auditório
MASP — Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
Avenida Paulista, 1578 — Bela Vista 
01310-200 São Paulo, SP
Telefone: (11) 3149-5959
Entrada gratuita: Ingressos distribuídos no dia do evento a partir das 11h na bilheteria online
Capacidade: 344 lugares 
Classificação: Livre
Duração do espetáculo: 1h30


PRÓXIMOS CONCERTOS

14.9 - Sexteto de sopros e piano
19.10 - Academia da Osesp
16.11 - Solistas da Osesp
14.12 - Quinteto de Metais

Newsletter

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044 SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52
Fale conosco via WhatsApp