Agenda

Itaú Cultural apresenta série "Cada Voz" com Élle de Bernardini

Itaú Cultural

Itaú Cultural apresenta série "Cada Voz" com Élle de Bernardini

Élle de Bernardini fala sobre a sua trajetória na arte e as dificuldades vividas por sua identidade de gênero na série Cada Voz do Itaú Cultural

 

As entrevistas realizadas pelo fotógrafo Marcus Leoni com artistas de diversas áreas

da cultura, levam ao público um olhar mais próximo e sensível sobre cada personagem entrevistado e sobre suas obras. A artista visual Élle de Bernardini é a representante de junho. No bate-papo, ela reflete sobre o seu lugar na arte, dialogando com elementos da dança e discussões sobre performance de gênero

 

No dia 1 de junho, a Enciclopédia Itaú Cultural sobe em seu site (https://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa640305/elle-de-bernardini) um novo vídeo da série Cada Voz, desta vez com a bailarina, performer, pintora e escultora Élle de Bernardini. Em conversa com o fotojornalista Marcus Leoni, comenta sua trajetória no balé clássico, as dificuldades enfrentadas neste meio por ser uma mulher transexual, levando-a a dedicar-se às artes visuais, e a importância de existir e marcar sua presença em tudo o que produz. O próximo audiovisual a ser postado será do dançarino e ativista Nelson Triunfo, no dia 1 de julho. Todos os vídeos tem legendas em português, interpretação em Libras e estão publicados também no canal da instituição no YouTube (https://www.youtube.com/itaucultural).

 

Diferente de outros vídeos presentes na Enciclopédia, Cada Voz foca nos aspectos das trajetórias profissionais e pessoais, levando ao público um olhar mais próximo e sensível dos artistas. Sobre Élle, as pessoas ficam sabendo que suas obras dialogam com elementos da dança e discussões sobre performance de gênero. Na filmagem, ela conta sua paixão pelas aulas de balé clássico desde a infância até se tornar bailarina profissional em Londres, na Inglaterra, porque no Brasil não poderia tirar o Documento de Registro Técnico (DRT), pela prova ser aplicada de acordo com o gênero.

 

Admitida no Royal Ballet da capital inglesa, soube que apenas poderia fazer parte do corpo de baile e não ascender aos cargos de solista, nem de primeira e segunda bailarina, devido a sua identidade de gênero. Concluiu a formação, mas decidiu seguir por outros caminhos. A partir daí percebeu como o fato de ser transexual influenciava nos sistemas da arte e começou a trabalhar em cima do tema. Élle utiliza diversas expressões artísticas e explica que o suporte não é o elo central por onde gira a sua criação. “Meu trabalho nasce de conceito e de ideias. A partir daí busco os suportes que melhor se encaixam para materializar aquilo que quero comunicar”, diz.

 

A artista compartilha, ainda, que a sua maior preocupação de não ser reconhecida em vida, é não ser registrada na história. “Eu escolhi ser artista para escrever, não o meu nome, mas o nosso nome”, conta. “O meu nome vem como representante das outras e essa tecla vai ter que ser batida até o fim da minha vida, porque ao mesmo tempo que existem pessoas interessadas em contar e registrar a minha história, existem outras que a apagam”, continua. “É o que o filósofo Paul Ricoeur chama de narrativas. São as histórias que eu contei a respeito de mim e, principalmente depois que eu morrer, as histórias que os outros contarão ao meu respeito. Se não houver narrativas para serem contadas, a existência cessa, a pessoa desaparece.”

 

Itaú Cultural digital

Neste período de suspensão de atividades presenciais em sua sede, o Itaú Cultural está ampliando a produção de conteúdo para diversos públicos, como podcasts, cursos de EAD e vídeos, no site e redes sociais da instituição e na Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. Para acessar: www.itaucultural.org.br.

 

SERVIÇO:

Cada Voz

Com Élle de Bernardini

Dia 1 de junho

https://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa640305/elle-de-bernardini

https://www.youtube.com/itaucultural

 

Itaú Cultural 

www.itaucultural.org.br 
www.twitter.com/itaucultural 

www.facebook.com/itaucultural 

www.youtube.com/itaucultural 

www.flickr.com/itaucultural