Agenda

Festival ZUM online

IMS Paulista - Av Paulista 2424

Festival ZUM online

Festival ZUM online promove debates com Alfredo Jaar, Ailton Krenak, Rosana Paulino e Teresa Margolles, entre outros convidados

 

O evento gratuito acontece de 11 a 13 de dezembro (sexta a domingo), no canal de YouTube da ZUM. Na ocasião, será lançada a 19ª edição da ZUM, revista de fotografia do Instituto Moreira Salles

 

Organizado pela revista de fotografia do Instituto Moreira Salles, o Festival ZUM chega à quinta edição, em formato virtual. O evento gratuito acontece nos dias 11, 12 e 13 de dezembro (sexta, sábado e domingo) no canal de YouTube da revistayoutube.com/user/revistaZUM, com intérprete de libras. Na ocasião, será lançada a ZUM #19 em versão impressa (release em anexo). 

 

O festival reúne artistas, curadores e intelectuais brasileiros e internacionais em conversas sobre temas como o racismo na história da arte, a violência na América Latina, a produção artística indígena, as experiências feministas no contexto da contracultura, a manipulação da imagem por regimes políticos, entre outros. As falas dos convidados internacionais contarão com tradução simultânea. 

 

Entre os participantes, estão o artista chileno Alfredo Jaar, o artista Denilson Baniwa, o ativista e líder indígena Ailton Krenak, a artista e escritora americana Carmen Winant, a historiadora Lilia Schwarcz, a artista Rosana Paulino e a artista mexicana Teresa Margolles. Todas as falas serão gravadas e disponibilizadas posteriormente nos canais da revista.

 

A programação começa no dia 11 de dezembro (sexta-feira), às 18h30, com uma aula aberta ministrada pela historiadora Lilia Schwarcz. A pesquisadora comentará como os regimes políticos criam e manipulam símbolos para legitimar seu poder. Ela traça um panorama histórico, com exemplos do Brasil Império, passando pelos Estados fascistas do século 20, até governos atuais. 

 

Em seguida, das 20h às 21h30, acontece a mesa de lançamento da ZUM #19, com a presença da artista Rosana Paulino e da filósofa Denise Ferreira da Silva, diretora do The Social Justice Institute. No debate, Paulino comentará seu trabalho mais recente, desenvolvido para a ZUM #19. Em Natureza brazileira, a artista sugere que a suposta vocação geométrica da arte latino-americana ajudou a ocultar o passado colonial e escravocrata da região.

 

O festival continua no dia 12 de dezembro (sábado), às 15h, com um bate-papo com a artista norte-americana Carmen Winant Roxana Marcoci, curadora de fotografia do Museu de Arte Moderna de Nova York. Expoente da nova fotografia, Winant falará sobre dois livros seus: Meu parto (2018), um ensaio sobre a experiência de sua primeira gravidez, e Notas sobre a alegria fundamental (2019), no qual analisa os arquivos fotográficos de comunidades alternativas fundadas por mulheres nas décadas de 1970 e 1980, nos EUA. A ZUM #19 traz um ensaio deste último livro.

 

Às 17h, o artista chileno Alfredo Jaar conversa com Thyago Nogueira, editor da ZUM e coordenador da área de Fotografia Contemporânea do IMS. Jaar discutirá a produção e circulação de imagens na atualidade, temas abordados em sua produção. Em um mundo assolado por informações, qual é a responsabilidade dos espectadores? Quais são as implicações políticas do ato de olhar?

 

No dia 13 de dezembro (domingo), às 15h, a programação continua com um debate entre a artista mexicana Teresa Margolles e a curadora e crítica Gabriela Rangel, diretora do Malba. As duas conversarão sobre o trabalho de Margolles, publicado na ZUM #19, que investiga as consequências sociais relacionadas ao tráfico de drogas, à guerra civil e à violência contra as mulheres no México.

 

O festival encerra às 17h, com um bate-papo com o intelectual e líder indígena Ailton Krenak e o artista Denilson Baniwa, vencedor do Prêmio Pipa 2019, cujo trabalho também aparece na nova edição da ZUM. Os dois debaterão como resistir aos processos de apagamento da memória indígena pelo sistema da arte ocidental.

 

Por conta da pandemia da covid-19, a Convocatória de Fotolivros, realizada em todas as edições do festival, será adiada para 2021. Os livros publicados em 2020 serão aceitos nesta próxima convocatória. 

Sobre a ZUM #19: A nova edição da revista ZUM chega às livrarias em dezembro, em formato impresso. Entre os destaques deste número, estão o trabalho inédito da artista Rosana Paulino, transformado em pôster limitado para os assinantes, as fotografias da artista mexicana Teresa Margolles, que inspiraram um conto inédito de Mario Bellatin, a produção do fotógrafo chinês Ren Hang, um ensaio da artista americana Carmen Winant e a obra da cubana Ana Mendieta. Naine Terena destaca 11 artistas indígenas contemporâneos, como Gê Viana, que estampa a capa e a quarta capa desta edição. Há ainda um texto de Ronaldo Entler sobre os 40 anos de A câmara clara, de Roland Barthes, além de um ensaio visual de Davi de Jesus do Nascimento. 

Serviço

 

Festival ZUM

11, 12 e 13 de dezembro (sexta, sábado e domingo)

Ao vivo no YouTube da revistayoutube.com/user/revistaZUM

Evento gratuito, com intérprete de libras

 

Os debates com convidados internacionais contarão com tradução simultânea.

As conversas, com o recurso de tradução, serão transmitidas no Zoom. O link será divulgado no site em breve.

 

Programação completa

 

11 de dezembro (sexta-feira)

 

18h30 às 19h30

A retórica do poder - Aula aberta com Lilia Schwarcz

 

20h às 21h30 - Lançamento ZUM #19

A quem pertence a história? - Debate com Rosana Paulino e Denise Ferreira da Silva

 

12 de dezembro (sábado)

 

15h às 16h30

A imaginação feminista radical - Debate com Carmen Winant e Roxana Marcoci 

Evento com tradução simultânea

 

17h às 18h30

A política da imagem Debate com Alfredo Jaar e Thyago Nogueira

Evento com tradução simultânea

 

 

13 de dezembro (domingo)

 

15h às 16h30

A violência latina - Debate com Teresa Margolles e Gabriela Rangel

Evento com tradução simultânea

 

 

17h às 18h30

Contra um novo fim do mundo - Debate com Denilson Baniwa e Ailton Krenak

 

 

Sobre os participantes do festival

 

Lilia Schwarcz é historiadora, doutora em antropologia social e professora titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas na USP. É autora de As barbas do imperador (Companhia das Letras, 1998), vencedor do Prêmio Jabuti em 1999, entre outros. Atualmente é curadora adjunta do Masp.

 

Rosana Paulino é artista e suas obras integram o acervo do MAM-SP, Universidade do Novo México e Museu Afro-Brasil. Exposições recentes incluem: Rosana Paulino – A costura da memória (2018), na Pinacoteca de São Paulo, e Histórias Afro Atlânticas (2018), no Masp e Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Seu trabalho novo integra a revista ZUM #19

 

Denise Ferreira da Silva é professora e diretora do The Social Justice Institute / GRSJ da University of British Columbia. É autora do livro Toward a Global Idea of Race (University of Minnesota Press, 2007) e editora-chefe da série de livros Law, Race and the Postcolonial, publicada pela Routledge/Cavendish. 

 

Alfredo Jaar é artista, arquiteto e cineasta. Participou de diversas Bienais de Veneza e São Paulo e da documenta em Kassel. Tornou-se um Guggenheim Fellow em 1985 e um MacArthur Fellow em 2000. Em 2018, recebeu o Hiroshima Art Prize e, em 2020, o Hasselblad Award. 


Carmen Winant  
é artista e escritora, autora do fotolivro My Birth (Self Publish Be Happy, 2018) e Notes on Fundamental Joy (Printed Matter, 2019). Participou com a instalação My Birth da exposição Being: New Photography (2018), no Museu de Arte Moderna de Nova York. Seu trabalho novo integra a revista ZUM #19.

 

Roxana Marcoci é curadora sênior de fotografia no Museu de Arte Moderna de Nova York e preside o grupo da Europa Central e Oriental do C-MAP do MoMA (Perspectivas de Arte Contemporânea e Moderna em um Mundo Global). Colabora com as publicações ApertureArt in AmericaArt Journal e Mousse

 

Teresa Margolles é artista e examina as causas sociais e consequências da morte, da destruição e da guerra civil. Suas obras estão em coleções de instituições no mundo todo, como o Centre Georges Pompidou, na França, o Fotomuseum Winterthur, na Suíça, e o Tate Modern, no Reino Unido. Seu trabalho novo integra a revista ZUM #19

Gabriela Rangel é curadora, crítica e escritora. Foi diretora e curadora-chefe de Artes Visuais da Americas Society em Nova York entre 2004 a 2019. 

 

Denilson Baniwa é artista visual. Iniciou sua trajetória em espaços de resistência e ligados a movimentos indígenas da região amazônica. Participou da 33a Bienal de São Paulo. Venceu o prêmio PIPA Online 2019 e participou da 22a Bienal de Sidney, em 2020.

 

Ailton Krenak é ativista do movimento socioambiental e de defesa dos direitos indígenas, e organizou a Aliança dos Povos da Floresta, que reúne comunidades ribeirinhas e indígenas na Amazônia. Publicou recentemente Ideias para adiar o fim do mundo (Companhia das Letras, 2019), A vida não é útil (Companhia das Letras, 2020) e O amanhã não está à venda (Companhia das Letras, 2020).

 

 

revistazum.com.br

youtube.com/user/revistaZUM

facebook.com/revistazum

instagram.com/revistazum

 

ims.com.br

twitter.com/imoreirasalles

instagram.com/imoreirasalles

facebook.com/InstitutoMoreiraSalles