Agenda

Exposição “Fagulha Perdida em Meio ao Fogo”

OÁ Galeria - Av. Cesar Hilal, 180, Bento Ferreira - Vitória

Exposição “Fagulha Perdida em Meio ao Fogo”

Nova exposição da OÁ Galeria tem vela como principal material de trabalho

Em cartaz a partir desta quinta-feira (8) na OÁ Galeria, em Vitória, a exposição “Fagulha Perdida em Meio ao Fogo” apresenta obras conceituais tendo sobretudo a vela como o principal material de trabalho.

 

Com muito talento e criatividade, alguns artistas se reinventam e vão além dos pincéis e das esculturas, criando obras inovadoras. Este é o resultado da exposição ‘Fagulha Perdida em Meio ao Fogo’, do duo Rodriguez Remor, dos artistas Denis Rodriguez e Leonardo Remor. A exposição, em cartaz a partir desta quinta-feira (8) na OÁ Galeria, em Vitória, apresenta obras conceituais tendo sobretudo a vela como o principal material de trabalho.

 

A maior parte das obras foi criada pelos artistas durante a residência ‘Entre Nós’, no Mosteiro Zen Morro da Vargem, em fevereiro deste ano. O Entre Nós é concebido pela curadora Clara Sampaio com produção executiva de Mirella Schena, e está sendo realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, via edital de Artes Integradas 2020.

Entre práticas diárias de zazen e o silêncio da Mata Atlântica, Rodriguez e Remor trabalharam com os materiais disponíveis no mosteiro, e sobretudo com a vela, produzindo pinturas com esse material que é quase um sinônimo de espiritualidade. Para eles, a vela conecta pessoas com a poesia do presente e a impermanência do instante. 

 

“A vela foi nosso principal material de trabalho na residência, com ela produzimos 3 peças: a série Impermanência, as pinturas de parafina em matizes de azul que podem ser acendidas pelo visitante; a série Fogo no Mar, que misturou parafina e pesquisa iconográfica de embarcações em chamas e; os desenhos de fuligem que deixamos nas paredes da Estação Cultural. Não me lembro exatamente do momento em que decidimos trabalhar com a vela, foi algo que simplesmente aconteceu”, destaca os artistas.

 

A repetição, a não dualidade, a atitude de não deixar rastros e a renúncia à ideia de produzir coisas especiais, que são preceitos zen budistas, podem ser percebidos nas obras. Fagulha Perdida em Meio ao Fogo é um hiato poético, um instante meditativo em meio ao fogo cruzado de informações falsas e algorítmos selvagens, em um contexto de fratura social e polarizações políticas, de crescente esquizofrenia, resultado de mundo de isolamento e pandemia por tempo prolongado.

 

A exposição começa no dia 8 de abril e segue até 8 de junho. Em razão do agravamento da pandemia do novo coronavírus e em compromisso com as recomendações dos órgãos de saúde, a visitação está sendo realizada com agendamento prévio. 

 

Serviço:

Fagulha Perdida em Meio ao Fogo

Local: OÁ Galeria - Av. Cesar Hilal, 180, Bento Ferreira - Vitória

Data: de 08/04 a 08/06

Uso obrigatório de máscara

Visita com agendamento prévio de segunda a sexta, das 10 às 19 horas

Contatos: [email protected]  /  (27) 99944-5001

 

OÁ Galeria 

A OÁ Galeria nasceu em abril de 2007 motivada pelo desejo de valorizar, difundir e contribuir com a construção de um olhar sensível para a arte contemporânea através de sua apresentação a partir de diferentes linguagens e suportes. Nossa atuação acompanha o desenvolvimento de jovens artistas contemporâneos, bem como de artistas com carreira já consolidada no mercado de arte nacional e internacional. Além de exposições, o universo de ações da galeria se estende para iniciativas mais abrangentes como palestras, workshops, sessões de cinema, trocas com artistas, imersões e outras propostas que dialoguem com nossos propósitos.