Agenda

Exposição “(CORPO)sições para danças tímidas antes do meio-dia”, do coletivo #duplaPLUS

Galeria Casa, Casapark- SGCV sul, lote 22, park sul

Exposição “(CORPO)sições para danças tímidas antes do meio-dia”, do coletivo #duplaPLUS
COMUNICADO IMPORTANTE : Devido a pandemia do Covid-19, anunciado 12/3 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendamos que confirmem a realização dos eventos antes de se deslocarem. As informações mudam a todo momento.Telefone para contato com a organização da exposição no final da página. 

 

A Galeria Casa recebe a mostra “(CORPO)sições para danças tímidas antes do meio-dia”, do coletivo #duplaPLUS. Formado originalmente por Ary Coelho (RIP) e Luisa Günther, este coletivo precisou ampliar o sentido da presença do outro, instaurando novos significados para a parceria e a cumplicidade no fazer artístico. Além de ser uma retrospectiva das foto-proposições realizadas ao longo de cinco anos (2015-2020) em diferentes paisagens brasileiras, a exposição, marcada pela ruptura da ausência e os sentidos para a elaboração de novos formatos de parceria, também questiona a fronteira do ideal que faz de Brasília uma cidade-sonho.

A exposição articula sete nucleações para as mais de 150 imagens apresentadas, sendo quatro destas referências às escalas propostas por Lúcio Costa para o Plano Piloto e, as outras três, escalas inventadas, como também foi Brasília um dia. Temos então:  residencial – monumental – gregária – bucólica & (poli)ética – (pan)estética – (pre)enfática. Sim. Para além de tudo que já acontece, novas palavras precisam ser inventadas para capturar imaginários alheios. Acredita-se aqui que seja preciso extrapolar os limites do próprio contexto e compreender as possibilidades: de si como parte do cotidiano de outros; do momento histórico como uma dimensão das biografias individuais; do artístico como uma prática cultural híbrida; das coisas como extensão das ideias como extensão das coisas.

Além destas nucleações, a retrospectiva é uma obra-em-processo de tempo estendido. Para isto, propõe o formato de uma residência-artística-temporária, com a presença da artista Luisa Günther durante o período da exposição. Esta intenção em promover uma residência-artística-temporária, nos horários de funcionamento do espaço, tem por intuito desdobrar visualidades a partir da presença alternada e continuada, para assim dimensionar a própria galeria como um espaço aberto à criação de novos sentidos artísticos e não somente para a apresentação de conteúdos que supostamente já estão prontos.

 

 04/03/20 à 29/03/20

 Abertura: 04/03/20 às 17:00h

 Terça-feira, Quarta-feira, Quinta-feira, Sexta-feira, Sábado das 14:00h às 22:00h
Domingo, das 14h às 20h

 Galeria Casa, casapark, SGCV Sul, Lote 22, Park Sul

(61) 3403-5300