Artistas

Leonardo Finotti

Leonardo Finotti é artista visual e tem sua trajetória estruturada através de dois pilares complementares. Ele empreende, através da fotografia, uma exploração rigorosa da Arquitetura Moderna e uma investigação dos espaços urbanos anônimos ou informais.

Após se graduar em Arquitetura e concluir uma pós graduação na Bauhaus Foundation, (Dessau, Alemanha) começa sua carreira como fotógrafo em Portugal, onde viveu por seis anos, colaborando com os mais importantes arquitetos portugueses. Inicia então um projeto sistemático de releitura do Modernismo em diferentes continentes, que prossegue quando do seu retorno ao Brasil . Contribui internacionalmente com diversos arquitetos e publicações, enquanto desenvolve diferentes projetos pessoais (exposições, publicações) tendo a arquitetura e a cidade  como eixos principais de sua pesquisa visual: Pelada (2014), Latinitudes (2015), Rio enquadrado (2016), A Collection of Latin American Modern Architecture (2016), para citar apenas alguns.

 

Já realizou diversas exposições individuais e coletivas e seu trabalho faz parte de coleções de algumas das mais importantes instituições públicas e privadas, tais como Bauhaus Dessau Foundation (Alemanha), Fundação EDP (Portugal), AzW (Áustria), MOT (Japão), Cité de L'Architecture & du Patrimonie (França) e MAR (Brasil). Representou o Brasil em duas Bienais de Arquitetura de Veneza, na X Bienal de Arte do Mercosul e foi premiado na XV Bienal Internacional de Arquitetura de Buenos Aires.

 

Em 2008, Finotti foi convidado por Barry Bergdoll, curador-chefe do MoMA-NY, a fazer parte da exposição “Latin America in Construction: Architecture 1955-1980”. O projeto, desenvolvido ao longo de sete anos, reinterpreta visualmente o legado da arquitetura moderna da América Latina. O trabalho além de integrar a exposição, teve 15 obras adquiridas para sua coleção permanente e recebeu um capítulo no catálogo, sob a forma de portfolio.

 

Obras do artista