Marcos Cardoso

1960, Maricá – Rio de Janeiro Pescador até os 23 anos, formado pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, 1992, freqüentou a Oficina de Gravura do Ingá, de 1988 a 1990, e a Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em 1991. Foi aluno e amigo de Lygia Pape, a qual faz o seguinte relato do artista: “Marcos Cardoso metamorfozeou-se pelo mito do carnival e suas máquinas: reciclou pó e pano em palácios e castelos, faz-de-conta sem fim, hoje pura linguagem nobre, mergulhada no sensível, no sonho do alquimista que engendra transtornados objetos arfantes”. Desde 1986 vem participando de exposições coletivas e salões de arte no Brasil e no exterior, com destaque para First Art Exposition - Brazil, Holland World Trade Center, Amsterdam, 1987; XIV Salão de Arte Contemporânea, Ribeirão Preto, 1989; IX Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba; Casa de Las Americas, Havana, Prêmio 1990; I Bienal Internacional de Gravura da Espanha, Santiago de Compostela, 2º Prêmio, e 10º Pará Arte, Belém, Prêmio Pró-Labore, 1991; 49º Salão Paranaense, Curitiba, 1992; "Imagens Indomáveis", Escola de Artes Visuais, Rio de Janeiro e "Lúdicos, Lógicos, Líricos, Lúcidos", Galeria de Arte Universidade Federal Fluminense - UFF, Niterói, 1994. Participou também da mostra "48 Contemporâneos", realizada pela Galeria de Arte UFF, em 1996. A partir de 1991, realizou exposições individuais no Bar Bar’atos, Fragoso - RJ, Galeria do Instituto Brasil Estados Unidos, Rio de Janeiro, 1992; Galeria Anna Maria Niemeyer, também no Rio de Janeiro e Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, Niterói, 1995. Sua obra está representada nas coleções da Universidade de Málaga e do Museu de Gravura, Santiago de Compostela, Espanha, além da coleção João Satamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

Conheça

Obras deste Artista

Formas de Pagamento Artsoul

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044, SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52