Artistas

Antonio Dias

Nascido em Campina Grande (PB), no ano de 1944, a vida de Antonio Dias não tem fácil início. O tempo e as condições da vida nordestina fazem com que ele e sua família comecem a vagar como nômades de uma cidade para outra. Assim, em 1957, todos se mudam para o Rio de Janeiro e é lá que os indícios como artista começam a aparecer, já que ele passa a atuar como desenhista e designer gráfico, cultivando a arte em seu tempo livre.

Com trabalhos que mesclam o movimento da arte concreta e o ímpeto revolucionário da Tropicália, o artista Antonio Dias nega os rótulos, também produzindo esculturas que contam com geometria abstrata.

Na década de 1960, o artista expressa sua arte de forma chocante, por meio de imagens viscerais em vermelho, preto e branco. Simbolizando o sangue e a sujeira, seu trabalho reflete os estágios iniciais da ditadura militar brasileira.

Neste período, o artista Antonio Dias cria obras emblemáticas. Evitando o hedonismo e a sensualidade de artistas como Hélio Oiticica e Lygia Clark, ele produz peças com forte contexto radical e de confronto.

Assim, suas pinturas exibem figuras desenhadas ou pintadas de forma grosseira, lembrando quadrinhos, fotonovelas e, até mesmo, a literatura de cordel, o que demonstra sua versatilidade e polivalência.

Alguns de se seus trabalhos lembram cadáveres e contam com elementos que se complementam em perspectiva tridimensional. Assim, com uma paleta grotesca, o artista Antonio Dias expõe, sem pudores, a pele, o cabelo e a carne, promovendo a reflexão sobre assuntos divergentes como erotismo e violência.

A obra de Antônio Dias, Morte Imprevista, de 1965, apresenta uma paródia da situação política combinando imagens cômicas de nuvens nucleares asfixiantes com gases tóxicos e soldados repletos de realismo. Assim, ao mesmo tempo que indaga também faz refletir.

Inquieto, o artista usa a estrutura dos quadrinhos e a iconografia do graffiti para denunciar a cultura comercial, forçando os espectadores a confrontar os traumas de seu cenário.

 

Obras do artista