Artistas

VeraLu

VeraLu - Nascida em Curitiba, PR/Brasil, onde vive e trabalha. Formada em Pintura e Escultura.

Em suas obras VeraLu usa para retratar a figura feminina: suas linhas curvas, seus movimentos, sua cumplicidade, sua diversidade e tudo o que cercam este universo tão peculiar. Em relação ao aspecto técnico, a artista utiliza vários tipos de suporte como bronze, pintura e papelão ondulado. Essa diversidade de apoio dá a possibilidade de apresentar as obras de forma mais interativa, buscando a igualdade social feminina em seu entorno. O bronze é derretido em uma caixa de areia ou em cera. A elaboração de trabalhos em papelão ondulado é feita através de pilhagem e justaposição, ambos previamente elaborados em um desenho de observação e, em seguida, através de uma computação gráfica e cortado com um laser.  Na pintura, os planos de cor geométricos combinam pinceladas gestual, como se para esconder a luz com a maciez de um material ainda não descoberto. Camadas de tintas veladas amolecem e sugerem uma corpórea para proteger a sua autonomia, exposta e configurada lá na obra que se move entre pintura e escultura.

Sobre a obra do artista Uiara Bartira escreve: "A Construção dos planos no espaço tridimensional é característico na obra de VeraLu.  Seu trabalho investigativo da figura humana não tem como determinante a representação, tampouco sua presença, mas fala do tempo da ausência e do vazio.  As questões do feminino a que a artista se remete vêm da necessidade de se colocar, posicionar-se e achar seu lugar no mundo.  Tanto na obra escultórica já bem solidificada, como na pesquisa em pintura, VeraLu procura adentrar a diferentes assuntos relativos ao corpo, que em constante movimento traz à tona questões feministas ainda a serem configuradas.  Com um discurso indagador se coloca na posição de observadora do universo feminino.  Com qualidade e domínio técnico esmerados, a artista procura na substância a construção do pensamento para antes existir; existência essa a qual a filosofia de Sartre nos confere."(“O Feminino Liberto”-quarentena,2020)

"A arte é um canal para expressar meus desejos, pensamentos, palavras, gestos e sentimentos. É onde eu acesso minha consciência inconscientemente, ela me permite viajar através da imaginação, me conecta e me desconecta com o mundo e eleva meu espírito."

Obras do artista