Artistas

Lucas Arruda

O trabalho de Lucas Arruda se concentra com obstinação num tema bem definido no cânone da história da arte para abordar complexos estados mentais contemporâneos. Sua pesquisa se desenvolve fundamentalmente em torno da manifestação da paisagem, pensando e experimentando nossa capacidade de viver pela mediação da luz e do olhar.

Por meio de uma poderosa e coesa série de pinturas a óleo, e também de projeções de slides e instalações de luz, suas paisagens existem no ponto de tensão entre abstração e figuração, entre aparição e vazio. A cada lance de visão são demarcadas experiências num processo de construção e reconstrução da memória, como se a formulação de campos de cores tateasse o corpo imaterial das passagens temporais e das sensações vividas. 

Nos movimentando acima e abaixo de linhas do horizonte, o artista nos põe diante de atmosferas carregadas com questões tão visuais quanto metafísicas. Entre o céu e a terra, o etéreo e o sólido, a imaginação e o terreno, uma contemplação meditativa encontra sua rotina ao acompanhar um interminável, e nem sempre claro, ciclo de sublimação e deposição da matéria. 

Lucas Arruda (São Paulo, 1983) vive e trabalha em São Paulo. 
Suas exposições individuais incluem Lucas Arruda, David Zwirner, Londres (2017); Deserto-Modelo, Indipendenza, Rome (2016); Deserto-Modelo as above, so below, Mendes Wood DM, São Paulo (2016); Deserto-Modelo, Lulu, México DF (2015); Deserto-Modelo, Pivô, São Paulo (2015).
O artista participou de inúmeras mostras coletivas que incluem Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, Coimbra (2017); Soft Power. Arte Brasil, Kunsthal KAdE, Amersfoort (2016); New Shamans/Novos Xamãs: Brazilian Artists, Rubell Family Collection, Miami (2016);  As if in a foreign country, Galerie Schwarzwälder, Viena (2015); 1ª Bienal Internacional de Asunción - Grito de Libertad, Asunción (2015); Chambres à Part, Edition VIII, La Réserve Paris, Paris (2013); Here is Where We Jump, Museo del Barrio, Nova York (2013). 

Obras do artista