Artistas

Deyson Gilbert

Com um denso traço estilístico que percorre meios e resoluções formais das mais distintas, Deyson Gilbert tem um corpo de obra dividido em objetos, esculturas, instalações, vídeos, fotografias, pinturas, gravuras, textos, proposições e performances. A partir da combinação de elementos — às vezes radicalmente banais ou radicalmente herméticos — recolhidos cotidianamente, o artista remonta pontos de tensão do imaginário social coletivo em resoluções insólitas, tão precárias quanto complexas, soldando pensamentos e especulações a respeito de temas específicos da economia da imagem dos séculos XX e XXI. 

Da materialidade funcional à formulação conceitual, Deyson reúne ferramentas, objetos, tecidos, sistemas, símbolos e dogmas em operações visualmente poderosas e sobrecarregadas com inúmeras fileiras semânticas. Como na estratégia do chiaroescuro, a cada investida o artista expõe e encobre assuntos, ideias e opiniões que se agarram tanto nos cânones da história da arte, da filosofia ocidental e das ciências políticas, como nos abismos do ocultismo, das crenças populares e das versões subterrâneas.   

Deyson Gilbert (São José do Egito, Brazil, 1985) vive e trabalha em São Paulo. Suas exposições individuais recentes incluem DCVXVI, Mendes Wood DM, São Paulo (2014); The State of the Art, Galeria Elba Benítez, Madri (2013). Suas obras também foram inclusas em mostras coletivas institucionais como Jogo De Forças, Paço Das Artes, São Paulo (2016); Here There, Qatar Museum – Al Riwaq, Doha (2015); Imagine Brazil, Astrup Fearnley Museet, Oslo (2013/2014) / Foundation for Contemporary Art, Montreal (2015) / InstitutoTomie Ohtake, São Paulo (2015); 33º Panorama da Arte Brasileira, Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo (2013); Mitologias/Mythologies, Cité Internationale des Arts, Paris (2011). 


Obras do artista