Artistas

Tec

Vive e trabalha em Brasil e Argentina A combinação de suportes e técnicas é a tônica do trabalho do artista cordobés, que faz da rua sua fonte de inspiração estética. Tec explora a ambiguidade dos espaços públicos e privados da arte, usando métodos diversos: intervenção performática, instalação de site-specific e filmagem de ação. O artista inovou e ampliou o cenário da arte urbana com seus desenhos gigantes pintados no asfalto, fazendo uso da perspectiva a distância. Para registrar esses trabalhos, mapeando o circuito de sua produção, filma e captura as imagens com uma câmera acoplada a um drone. Nas telas, ele une a velocidade da action painting ao rigor formal das camadas que se sobrepõem. Seu traço e o manejo da cor fogem ao conhecimento estabelecido e à aparência das coisas para instaurar pelo ato criativo uma nova interpretação do real. Suas obras reverberam e reafirmam sua relação com a cidade, expressa num intenso diálogo entre a ação e o controle. No conjunto de sua produção, manifesta-se uma notável identificação com o universo poético infantil, seja nos grafismos, seja nas imagens, seja nas cores. Atento à função social da arte, Tec frequentemente ministra palestras e oficinas práticas, sobretudo, em escolas públicas criando narrativas que dão conta da produção feita no ambiente nacional e internacional desde a pintura rupestre até o surgimento do grafite e da pichação. Conhecido internacionalmente com a mostra “De Dentro e De Fora”, realizada em 2011 no Museu de Arte de São Paulo (Masp), Tec expôs seus trabalhos em outras instituições de grandes cidades, como Nova York, Washington, Barcelona, Berlim e Colônia, e participou de feiras de arte, entre as quais a ArteBa (Argentina), a SP-Arte (Brasil), a ArtRio (Brasil) e a Scope Miami Beach (Estados Unidos). Em 2015, o artista realizou um dos maiores murais de São Paulo num edifício na rua Amaral Gurgel, que dá para o Minhocão.

Obras do artista