Artistas

Marepe

Nasceu em 1970 em Santo Antônio de Jesus, Brasil
Vive e trabalha em Santo Antônio de Jesus

O trabalho de Marepe adquire uma complexa sobreposição de referências e significados no uso de materiais prontos e objetos do cotidiano.

'Em um momento de homogeneização cultural global suas obras carregam uma forma excepcional de autenticidade falando das particularidades culturais únicas do lugar que ele chama de lar-Bahia, propondo um argumento que é globalmente compreensível. A atração de suas obras está em sua natureza exótica que fala com a fusão de culturas da qual ele é testemunha.'(Excerto do texto 'Canibalização do dia-a-dia' por Jens Hoffman)​.​

Exposições individuais recentes incluem: ​‘Marepe: estranhamente comum’, Estação Pinacoteca, SP (2019); ‘Suave na nave’, Galeria Max Hetzler, Paris (2017); 'Armazém de mim', Galeria Luisa Strina, São Paulo (2015); ​Galerie Max Hetzler, Berlim (2014); Anton Kern Gallery, Nova York (2013); ​'​Os Últimos Verdes​'​, Galeria Luisa Strina, São Paulo (2010).

O artista já teve exposições individuais no MAM-SP, Centre Georges Pompidou, Paris e na Tate Modern, ​Londres. Seu trabalho também foi apresentado na Bienal de São Paulo (2004), Bienal de Veneza (2003), Bienal do Mercosul (1999), assim como exposições coletivas em museus importantes como o Museo Reina Sofia, Madri, Espanha.

​Algumas das coleções​ das quais seu trabalho faz parte incluem​: Tate Collection, ​Inglaterra; Ellipse Foundation, Portugal; CACI Centro de Arte Contemporânea Inhotim, Brasil; MAM-SP Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil; MoMA The Museum of Modern Art​, ​​EUA.

Obras do artista