Artistas

Leticia Ramos

Leticia Ramos explora os limites da produção e da exegese da imagem analógica por meio de trabalhos de fotografia e filme — que também se desdobram em instalações, objetos, publicações e performance. Sua prática se direciona para as interseções estéticas entre o documental e o ficcional, se exercitando entre paisagens naturais e imaginárias, entre os discursos de registros históricos e os das figuras inventadas; e explorando a relação entre memória gráfica e a natureza do abstrato e do espectral.

Ao tomar como ponto de partida rigorosos processos técnicos e formais a artista emula aspectos de expedições científicas, mas tão somente para nos conduzir por objetos e temas ambíguos e atemporais. Nesse sentido, constrói inventivos aparatos fotográficos — como câmeras, maquetes e cenários — para pensar o uso desses suportes como elementos de especulação, representação e confecção de terrenos geográficos e poéticos.

Leticia Ramos (1976, Santo Antônio da Patrulha) vive e trabalha em São Paulo, Brasil. 
Suas exposições individuais incluem HISTÓRIA UNIVERSAL DOS TERREMOTOS, Itinerarios XXIII, Fundación Botín, Santander (2017); VOSTOK – Um prólogo, Pivô, São Paulo (2013); Bitácora, Mendes Wood DM, São Paulo (2012); Escafandro, La Bande Video, Quebéc (2011); ERBF – Estação Radiobase Fotográfica, Centro Cultural São Paulo, São Paulo (2009/2010). 
Seus trabalhos também foram inclusos em mostras coletivas institucionais como Biennale Jogja XII, Jogja (2017); Hercule Florence: Le nouveau Robinson, Nouveau Musée National Monaco, Villa Paloma (2017); 18º Festival de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil – Panoramas do Sul, Sesc Pompéia, São Paulo (2013); Expo Projeção 1973-2013, Sesc Pinheiros, São Paulo (2013); Se o clima for favorável / Wheather permitting... 9ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre (2013); Programa de Fotografia, Centro Cultural São Paulo, São Paulo (2012); Trilhas do Desejo, Rumos Artes Visuais, Itaú Cultural, São Paulo (2009).


Obras do artista