Agenda

Exposição "COMO SE FAZ UMA TRIBO"

Galeria Tribo - rua dr. cesário mota júnior, 281 - 2º andar vila buarque - são paulo - sp

Exposição "COMO SE FAZ UMA TRIBO"
COMUNICADO IMPORTANTE : Devido a pandemia do Covid-19, anunciado 12/3 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendamos que confirmem a realização dos eventos antes de se deslocarem. As informações mudam a todo momento.Telefone para contato com a organização da exposição no final da página. 

 

 

Galeria Tribo apresenta novos artistas representados
na exposição coletiva "COMO SE FAZ UMA TRIBO"


Galeria paulistana exibe novos artistas

A Galeria Tribo apresenta a mostra coletiva "COMO SE FAZ UMA TRIBO", a partir do dia 07 de março de 2020 [sábado], das 15h às 20h, na Vila Buarque, em São Paulo. O evento reúne obras do 10 artistas visuais representados e são eles: Ana Curioso, Angela Fernandes, Fabio Benetti, Janete Silverio, Lidia Lisboa, Luciana Monteiro, Rogerio Morais Martins, Rosangela Sevilha, Sally Barboza e Victor Grizzo.

A galeria desenvolveu processo de pesquisa de novos artistas, durante o ano de 2019, com poéticas significativas e relevantes, em consonância com sua proposta, para a constituição de um grupo diverso para representação e ações conjuntas na cena de arte brasileira.

Sobre os artistas
Ana Curioso
Vive e trabalha em São Paulo/SP. Vem desenvolvendo pesquisa artística com estudos plásticos e teóricos através de cursos de pós-graduação, técnicos e complementares. Em sua pesquisa, aborda com constância questões da memória, trabalhando o registro fotográfico de suas observações, selecionando-os e transformando-os em pequenas gravuras e, através de processos serigráficos e de linóleo, carimba suas imagens repetidas vezes, reafirmando seu interesse pelas memórias ali gravadas.

Angela Fernandes
Nascida em 1975, na cidade de Grandes Rios/PR, vive e trabalha em São Paulo/SP há 22 anos. Em sua obra, opera na relação do nosso mais profundo eu entrelaçado com a natureza, onde fluxos e destinos são cruzados, imbricados, construindo uma espécie de estrutura rizomática de seres e fatos que culminam num todo que é diferente de seus componentes.

Fabio Benetti
Vive e trabalha em São Paulo/SP. O artista projeta-se como uma espécie de alquimista no universo de sua pintura. Soma aos cursos que frequentou e acumulou, na maioria voltados à arte contemporânea, seu ímpeto, seu impulso natural, aliados a um  incessante processo de investigação de novos materiais e uma curiosidade crescente sobre questões filosóficas e científicas.

Janete Silverio
Vive e trabalha em São Paulo/SP. Trabalha com o campo visual abstrato. Nele, as cores são formas e as formas são cores. Com determinação, aplica as cores diretamente na tela, deixando que os contrastes formem seu discurso pictórico. Formas irregulares, que parecem recortadas à moda de camuflagens, remetem ao hard-edge painting e se expandem aos olhos do observador. A artista, intuitivamente e de maneira robusta, equilibra as massas e pesos. À primeira vista, o espectador é encarado pelas cores e pesos das formas, fortes e irregulares, mas em seguida, em um segundo olhar, o caráter lúdico equilibra a tensão, suavizando o trabalho como um todo.

Lidia Lisboa
Nascida em 1970, em Guaíra/PR, é artista visual e performer. Com formação em gravura em Metal pelo Museu Lasar Segall, escultura contemporânea e cerâmica pelo Museu Brasileiro de Escultura (MuBE) e Liceu de Artes e Ofícios, a artista trabalha o entrelaçamento de questões da tradição brasileira, afro-brasileira, do feminino e dos lugares de formação dos sujeitos, dos diferentes tipos de sujeitos. Através da tecitura de retalhos de tecidos, manuseio de argila e diferentes mídias, Lidia conta suas infindáveis estórias, que parecem nos levar a lugares que nos são familiares e incitar questionamentos que nos estão arraigados.

Luciana Monteiro
Vive e trabalha em São Paulo/SP. Psicóloga e pós-graduada em psicologia, ingressou nas artes plásticas em 2014, após fazer um curso de desenho pela UNESP. Fez diversos cursos de história da arte e criatividade. Em 2016, começou a estudar tapeçaria no Sesc Pompeia. Estudou na Escola Panamericana de Arte e Design, onde passou a desenvolver sua poética visual que une seus conhecimentos de tapeçaria à pintura. A artista trabalha com fios de algodão cru entrelaçados, organizados à tradição da tecelagem manual.

Rogerio Morais Martins
Vive e trabalha em São Paulo/SP. O artista visual e professor se dedica majoritariamente ao desenho, pintura e escultura, ora realizando algumas experimentações em videoarte, gravura e instalação. Trabalha a arte como ferramenta de linguagem para universalização das ideias, revelando diferentes pensamentos e sentimentos através de suas mais diversas formas de expressão.

Rosangela Sevilha

Nascida em São Paulo/SP, fisioterapeuta de formação, há alguns vem estudando pintura como prática terapêutica e exercício criativo. Atualmente desenvolve estudos em artes plásticas na Escola Panamericana de Artes e focaliza sua produção em objetos escultóricos com aproveitamento de materiais descartados buscando dar-lhes nosso significados.

Sally Barboza
Vive e trabalha em São Paulo/SP, formada em artes plásticas pela Panamericana Escola de Arte e Design e representada pela Galeria Tribo, em São Paulo, onde participou de diversas exposições. Emoção, empoderamento e liberdade. Com seu espírito livre, leve e solto, a artista traduzem seus trabalhos o momento que está vivendo, o que está sentindo e os caminhos que segue.

Victor Grizzo
Nascido em Jaú, vive e trabalha em São Paulo/SP. Formado em História pela USP, durante a graduação cursou diversas disciplinas optativas das Artes Visuais na ECA-USP. Foi a partir do trabalho com o artista Walmor Corrêa, em 2015, que iniciou pesquisa artística própria trabalhando questões existenciais e históricas tomando como plataforma diferentes mídias (pintura, escultura, instalações, literatura).

Sobre a galeria
A Galeria Tribo foi idealizada, em 2017, por Ana Curioso, Angela Fernandes, Janete Silvério e Luciana Monteiro, e aberta em abril de 2018, realizando a primeira exposição em junho do mesmo ano. As artistas, que estudaram juntas, procuravam uma maneira de mostrar suas produções e decidiram montar um espaço eclético e democrático possibilitando a exposição das mais variadas tendências das artes visuais, proporcionando a união entre artistas iniciantes ou consagrados. O conceito da Tribo vem de valores que constituem a sua base: cultura, arte, ecletismo, diversidade, inclusão, democratização e expressão traduzem esses pilares.


SERVIÇO RÁPIDO
mostra coletiva "COMO SE FAZ UMA TRIBO"
Ana Curioso, Angela Fernandes, Fabio Benetti, Janete Silverio, Lidia Lisboa, Luciana Monteiro, Rogerio Morais Martins, Rosangela Sevilha, Sally Barboza e Victor Grizzo

abertura: 07 de março de 2020 [sábado], das 15h às 20h
visitação: 10/03 - 19/04/2020 - terça a sexta, 13h às 19h, sábados, 11h às 16h
onde: Galeria Tribo
rua dr. cesário mota júnior, 281 - 2º andar
vila buarque - são paulo - sp - 01221-020
tel: (11) 97646-5754
site: galeriatribo.com 

redes sociais
fb:
 /tribogaleria
insta: @galeria_tribo
 
créditos
Cortesia / Galeria Tribo