Gabriel Samuel Alves | BELO HORIZONTE - MG

Aconchego

R$ 970,00

COMPARTILHAR

Descrição

O processo de criação dessa série, iniciou-se a partir de um presente simbólico que ganhei de uma tia, alguns tecido de uma de suas viagens para Moçambique, entendi como um ato de afeto e isso me despertou questões que me fazem hoje movimentar a construção e criação dessa série de obras e uma pesquisa minuciosa sobre "afro afetividade". Segundo um levantamento, descobri que 37,3% dos homens negros brasileiros tem seu primeiro contato afetivo com suas mães dentro de seu lar, devido a ausência da figura paterna, que é um retrato social na vida da população negra, o afeto estará sempre ligado as figuras femininas nos arredores. Partindo desse princípio, construo em algumas de minhas obras busco reproduzir figuras femininas para enaltecer mulheres que perpassaram pela minha vida e meu cotidiano... Durante o processo escravocrata, nossos ancestrais eram impedidos de demonstrar afeto, seus sentimentos eram reprimidos. Afinal, uma pessoa escravizada era considerada como mão de obra e objetificada. Sendo assim, eram determinado que na condição de objetos, não podiam ter sentimentos, endo assim, eram determinado que na condição de objetos, não podiam ter sentimentos, ou tentar construir essa ideia de sentimento; o amor era um luxo que como estratégia de sobrevivência, precisava ser oculto, pois, se fosse descoberto pela branquitude qualquer relação afetiva dentro dos núcleos familiares dos povos escravizados, eles logo eram separados, afinal, a vida clandestina, o corpo, o sentimento das pessoas escravizadas eram descartáveis. Na tentativa de evitar dores insuportáveis foi pensado estrategicamente, em não construir vínculos afetivos entre o seus, e os resquícios desses danos se manifestam até o momento atual na vida da população negra. Esse é um tema que nos desperta muitos sentimentos, bons e ruins, é uma reflexão que atravessa nossos medos e nossos anseios e, me faz lembrar situações que refletem as crueldades que nossos povos eram submetidos; me recordo que na virada de 2018 para 2019 o que mais desejei para o ano que chegava; foi o afeto, acreditando que fui sentimentalmente afetado e querendo continuar sendo e desejando o mesmo para vocês!

Ficha Técnica

2020
Técnicas: Pintura
Temas: Contemporâneo
30cm × 40cm

Veja Também

Mais Obras do Artista

Veja Também

Mais Obras desta Galeria

Formas de Pagamento Artsoul

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044, SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52