Artistas

Miguel Rio Branco

Miguel Rio Branco Las Palmas, Espanha, 1946. Desde 1980, Miguel é fotógrafo correspondente da agência Magnum, mas a partir de 83, com sua participação na Bienal de São Paulo com a instalação Diálogos com Amaú, o seu caminho se voltou a uma utilização cada vez menos descritiva da fotografia, começou a dedicar-se exclusivamente aos projetos pessoais, em que a fotografia se funde com a experiência da pintura e do cinema. Hoje é um dos artistas nacionais com maior projeção no exterior, com um currículo repleto de exposições em espaços de grande prestígio, como as suas individuais Out of Nowhere, no Groninger Museu, na Holanda (2006),Gritos Surdos nos encontros de Fotografia de Arles (2005), Plaisir La Douleur, na Maison Européenne de La Photographie, em Paris (2005) e sendo sua última exposição de porte no Kulturhuset de Stockholm. + Recebeu diversos prêmios, entre eles o Prix Kodak de la Critique Photographique (1982); Rockfeller Foundation (1993); a Bolsa Vitae de Artes/Fotografia (1993); o Prêmio Nacional de Fotografia, Funarte (1995); e Prix du Livre Photo, Arles, França (1997) e o mais recente, o Prêmio Porto Seguro de Fotografia, Brasil (2009). Miguel Rio Branco ganhou em 2010, um pavilhão no centro de arte contemporânea de Inhotim (MG). Espaço que considera a mais instigante proposta de comunhão arte e natureza.

Obras do artista