Artistas

Alberto Ferreira

Paraíba, 1932 - Rio de Janeiro, 2007.

Considerado por especialistas um dos melhores do mundo em coberturas esportivas, o paraibano Alberto Ferreira ganhou prêmios importantes durante os 30 anos que trabalhou no jornal do Brasil (25 anos como editor do departamento de fotografia). Uma de suas fotos mais famosas, que lhe valeu o prêmio Esso de fotografia em 1963, registra o exato momento em que Pelé, na partida contra a Tcheco-Eslováquia, sente a contusão que o afastou definitivamente da Copa do Mundo do Chile, em 1962. Alberto Ferreira esteve presente nas principais coberturas fotográficas durante a época em que trabalhou e assim, através de suas lentes e seu olhar único, documentou importantes momentos da história do Brasil e do mundo. Produziu o maior e mais completo acervo autoral sobre a construção e a inauguração de Brasília. De 1958 até sua inauguração em 21 de abril de 1960, Alberto Ferreira esteve por diversas vezes na cidade acompanhando a Condessa Pereira Carneiro, dona no Jornal do Brasil na época. Hoje, Alberto faz parte da coleção da Maison Européene de La Photographie e é considerado pela MEP como um dos 28 maiores fotógrafos do século, ao lado de nomes como Robert Doisneau, Edouard Boubat, Pierre Verger, Henri Cartier Bresson, entre outros.

Obras do artista