Exposição "Rostos invisíveis da imigração no Brasil"

MUSEU DA IMIGRAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO - Rua Visconde de Parnaíba, 1316 - Mooca - São Paulo - SP

Exposição "Rostos invisíveis da imigração no Brasil"

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA ARTÍSTICA 2021 | ROSTOS INVISÍVEIS DA IMIGRAÇÃO NO BRASIL

O Museu da Imigração – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – promoverá, neste sábado (02), como parte da segunda edição do Programa de Residência Artística, o lançamento da exposição "Rostos invisíveis da imigração no Brasil", do artista angolano Paulo Chavonga. A abertura acontecerá às 11h na sala "Hospedaria em Movimento".

A iniciativa, idealizada em 2019, tem o propósito de estimular a produção cultural, compreendendo que a arte pode ser uma expressão privilegiada para tornar sensíveis conceitos importantes para o entendimento das migrações. Dessa forma, por meio de editais, artistas individuais ou coletivos de artistas migrantes e refugiados são convidados a realizarem uma imersão nas atividades e rotinas do MI, objetivando o desenvolvimento de um projeto de artes visuais de diversas linguagens.

Em 2021, a proposta resultou na seleção do artista angolano Paulo Chavonga que, desde julho, esteve presente nos ambientes do complexo da antiga Hospedaria do Brás. Durante o período, o profissional conheceu o trabalho realizado por todas as equipes e, na sequência, iniciou a criação de três grandes telas. As obras, que compõem a mostra, estarão em cartaz no Museu até dezembro.

"O Programa de Residência Artística visa aproximar os artistas migrantes do Museu e, mais ainda, proporcionar aos visitantes diferentes análises e reflexões. Assim, o tema apresentado na edição, As migrações e os tijolos do racismo estrutural no Brasil, converge com essa finalidade, sendo primordial para seguirmos com os debates envolvendo o racismo e a história da Hospedaria. Por conta disso, inclusive, foram priorizadas as candidaturas de negros e/ou indígenas", comenta a diretora executiva da instituição, Alessandra Almeida.

Após a inauguração, o público presencial e virtual terá a oportunidade de acompanhar um bate-papo entre Chavonga e a profissional selecionada em 2019 e, também, membro da Comissão Curatorial do projeto neste ano, Emilia Estrada. A conversa terá início às 12h e será transmitida ao vivo no perfil do MI no Instagram.

"Por meio dos retratos gigantes, com depoimentos, protagonizados por imigrantes africanos vendedores das ruas de São Paulo, fricciono a dureza desse serviço com os sonhos que eles tinham e têm no Brasil. Ao mesmo tempo, demonstro como o racismo estrutural é um fator determinante no território do trabalho árduo, às vezes, semelhante à escravidão na qual essas pessoas se encontram. Com isso, quero trazer novos rostos e histórias para dentro do Museu. Rostos e histórias que não podem mais ser invisíveis. Um ato de coragem e desejo de diálogo para que nasça, talvez, um novo olhar sobre a gente africana no Brasil", explica Chavonga.

 

Serviço

Inauguração Exposição "Rostos invisíveis da imigração no Brasil"

Data: 02 de outubro

Horário: 11h

Local: Museu da Imigração

 

Bate-papo entre Paulo Chavonga e Emilia Estrada

Data: 02 de outubro

Horário: 12h

Local: Museu da Imigração

Plataforma Live: Instagram

 

Museu da Imigração

Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca – São Paulo/SP

Tel.: (11) 2692-1866

Funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 18h, e domingo, das 10h às 18h (fechamento da bilheteria às 17h).

R$10 e meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos | Grátis aos sábados

Acessibilidade no local - Bicicletário na calçada da instituição

www.museudaimigracao.org.br 

Formas de Pagamento Artsoul

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044, SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52