Exposição "Debaixo do barro do chão" | Juraci Dórea

Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia - Rua Alemanha, 221, Jardim Europa, São Paulo

Exposição "Debaixo do barro do chão" | Juraci Dórea

A exposição individual debaixo do barro do chão, de Juraci Dórea (1944, Feira de Santana, BA), abre dia 30 de setembro, no Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE), parte da rede de instituições parceiras da 34ª Bienal de São Paulo.

O artista baiano possui um importante trabalho, principalmente no que diz respeito a questões ecológicas e ao diálogo com a cultura popular e o povo sertanejo. Com curadoria de Galciani Neves, Juraci apresenta um corpo de trabalhos que vão desde a década de 1960 (desenhos, documentos de projetos, registros de suas primeiras obras montadas na paisagem do semiárido), fotografias, anotações e o documentário do “Projeto Terra” (1980), estandartes e outras obras escultóricas produzidas recentemente.

O MuBE - Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia é um marco na paisagem. Criado por Paulo Mendes da Rocha, um dos arquitetos mais premiados do mundo, o edifício-sede do Museu, onde destaca-se a grande marquise, ou "Pedra no Céu", como o arquiteto se refere a ela, com seus 60 metros de vão, é considerado uma das principais construções da arquitetura brutalista mundial. 

Devido à pandemia da Covid-19, e seguindo os protocolos desenvolvidos para os Museus da cidade, que permitiram a reabertura das instituições culturais com segurança, a visita ao MuBE só será possível mediante agendamento prévio e com o comprovante de vacinação da Covid-19.

A entrada no Museu continua gratuita, contudo, é necessário reservar o seu ingresso com antecedência através desta plataforma, além de respeitar todas as normas de visitação e protocolos para ter acesso ao prédio, jardim, exposições em cartaz, restaurante e demais áreas do Museu. É obrigatório o uso de máscaras, a aferição de temperatura na entrada, o respeito ao distanciamento físico de 1,5 m entre os visitantes, entre outras regras necessárias para manter a sua segurança, dos demais visitantes e dos funcionários do Museu. Contamos com a sua colaboração!

 

Sobre a exposição

O MuBE apresenta a nova mostra coletiva “Por um sopro de fúria e esperança”. Com curadoria de Galciani Neves (Curadora chefe do museu) e Natalie Unterstell (especialista em políticas públicas e mudanças climáticas), a exposição pretende compartilhar com o público os impactos das mudanças climáticas e seus desdobramentos sociais, históricos, políticos e ambientais.
A  curadoria propõe uma mostra que prima pela escuta a diversas cosmovisões que observam e projetam eventos climáticos extremos, escassez crônica de água, avanço do mar sobre as costas, diminuição da produtividade de alimentos, extinção de espécies, etc.
A mostra posiciona-se criticamente diante desta situação alarmante e que nos coloca um imenso desafio: realizar uma transição rápida para uma economia limpa e criar capacidade para se adaptar ao mundo mais quente e ao clima mais instável.
Com cerca de 165 participações, “Por um sopro de fúria e esperança” conta com um segmento virtual e também uma mostra de vídeos. Artistas, ativistas, ambientalistas, cientistas, pesquisadores e escritores que apresentam obras, livros, pesquisas e registros de luta.

A mostra coletiva também apresenta uma mostra individual de Juraci Dórea.

Ao visitar a exposição você pode doar plantas que serão plantadas em áreas foram desmatadas.

Esta exposição conta com recursos da Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal; Patrocínio Senior J.P.Morgan; Patrocínio Institucional Ageo e Machado Meyer; Apoio Institucional Prefeitura da Cidade de São Paulo; Parceria Liga das Mulheres pelo Oceano, SOS Mata Atlântica, Instituto Socioambiental e Imazon.

SERVIÇO

Exposição "Debaixo do barro do chão" Juraci Dórea

30 Out 2021 — 16 Jan 2022
Local: Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE)
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa, São Paulo - SP
Visitação entre 11h-17h
Formas de Pagamento Artsoul

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044, SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52