Artistas

Sylvia Amélia

Sylvia Amélia, 1976, nasceu em Belo Horizonte, onde vive e trabalha. É artista visual, professora e pesquisadora da UFMG. É graduada pela Escola Guignard/UEMG (2001) e Mestre pela Escola de Belas Artes/UFMG (2011). Inicia sua “pré-história” artística nos anos 90, publicando aos 19 anos em uma importante revista da cena das HQs brasileiras, a Revista Graffiti 76% quadrinhos. Entre 1996 e 2012 publicou em 11 números da revista e fundou nas artes gráficas sua pesquisa intermédia entre texto e imagem, que irá deixar traços em diversas obras posteriores.                                                                                

Em 2002 realiza uma ação interventiva na Biblioteca Pública de MG, que irá desencadear uma série de trabalhos interventivos em espaços públicos, ônibus coletivos, calçadas urbanas, banheiros e halls de edifícios comerciais. Os trabalhos desta fase culminam na seleção da artista para o 29º Salão de Arte de Belo Horizonte, o Bolsa Pampulha, do Museu de Arte da Pampulha, em 2007. Participa de duas exposições comissionadas pelo MAP, sendo uma a ação interventiva realizada no entorno do Parque Municipal de BH, o Plano de Retomada

Participou de exposições no circuito de galerias de BH, RJ e SP, e realizou performances, intervenções e ações também em espaços culturais e circuitos alternativos. Seu trabalho integrou exposições em museus e espaços institucionais brasileiros: CCSP/SP (2005), Palácio das Artes/BH (2007), Museu de Arte da Pampulha/BH (2008), BDMG Cultural/BH (2012), NOITE BRANCA (2012), Memorial MG Vale/BH (2017), Sesc Palladium/BH (2018), Museu Oscar Niemeyer/CTBA (2017), Palacete das Artes/SSA (2018), Museu Universitário de Arte/UBE (2018).

Em 2019 a artista lançou o livro MANUSCORTE, uma obra gráfica integralmente escrita à tesoura, que explora a escrita de formas legíveis e indizíveis. 

Sua pesquisa artística gravita em torno de temas como a memória, a imagem, o tempo, a escrita e seus vestígios. Sua produção plástica é diversa no uso de materiais e de meios, podendo ser desenho, colagem, fotografia, vídeo, instalação, gravura, livro de artista, intervenção artística, ou ações performáticas, com uma recorrência maior na arte do recorte. Para conhecer mais acesse sylviaamelia.com

Obras do artista