Artistas

Luiz Bhittencourt


O Artista

Nascido no ano de 1972 em São José dos Campos, São Paulo, Brasil, Luiz Bhittencourt formou-se em administração de empresas, passando a trabalhar em organização de eventos. Interrompe esta atividade quando, em 1998, lhe adoece a mãe, cujo tratamento hospitalar o absorve por inteiro. Nesse período, tem um sonho, que exige ser materializado pela pintura: Luiz Bhittencourt procura, então, a artista Luciana Melo para estudar. A partir deste momento, dedica-se exclusivamente à pintura. Convidado, em 2004, expõe seus primeiros trabalhos no Fórum Trabalhista de São José dos Campos: é a série "Religiosa", que, versando sobre passagens bíblicas, marca-o profundamente. Começa a trabalhar exclusivamente no atelier de sua casa.

A procura de Deus, que o acompanha desde a infância, intensifica-se, o que o leva a ingressar, em 2006, na Ordem de São Bento em busca da contemplação como postulante à vida consagrada de monge beneditino, sem ter, por isso, de renunciar à atividade artística. Surgem, assim, as séries "Monastério" e "Inspiração na Iconografia", que tratam de aspectos da fé e da mística. Conflitos no plano religioso e artístico levam o artista a afastar-se definitivamente da vida monástica em 2011. Antes, porém, produz a série "Consagrados": de 2010, esta é produzida no Mosteiro, visando a explicitar a espiritualidade e suas obras.

A série do artista "Anjos", que, tendo sempre no horizonte a procura de Deus, figura os seres que apoiam a busca espiritual em sua visão. Em 2013 com o apoio do casal de amigos Ana Claudia e Antonio Carlos embarca para Espanha, onde faz de moradia em uma nova fase de trabalho, vivendo entre Espanha e França. Período que o artista chama de “cinzento em sua arte” e onde retrata a série “Refugiados” momento tenso na Europa com chegadas constantes de refugiados da África e Síria. Nessa ocasião realiza uma exposição individual em Barcelona, Espanha dessa nova série, onde em todo trabalho predomina o cinza em sua arte. Em 2015 retorna ao Brasil e instala-se em Brasília com seu atelier em busca de novas inspirações. Tirando um período sabático entre 2016 e 2017 transfere seu atelier em 2018 para a Estância Turística de Ribeirão Pires, São Paulo e com o apoio do mecenas Edison Ribeiro retorna com sua arte na série “Janelas e Percepção” em um questionamento de sua própria percepção de vida. Realizando duas importantes exposições, sendo, uma em São Paulo e outra em sua cidade natal de São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, São Paulo, marcando seu retorno com a pintura após um período sabático. No mesmo ano de 2018 inaugura a segunda versão do projeto social IFC – Instituto Frutos de Criação, mantido com sua arte e com apoio de alguns amigos, voltado para crianças e adolescentes na área cultural e artística. A obra de Luiz Bhittencourt encontra-se em coleções particulares de não poucos países. Tem por amadores os mais distintos setores da sociedade, sendo colecionado por juristas, diplomatas, religiosos, empresários, enfim, por todos os que se sentem tocados por sua inquirição.

Por Leon Kossovitch

 Crítico de Arte, Filósofo; Graduado em Engenharia Civil pela atual Universidade de Uberada;

 Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo, obtendo os graus de Mestre e Doutor; Professor de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Obras do artista