Artistas

Felipe Ikehara

Nascido em 1987, natural de São Paulo, é artista plástico e desenvolve pintura sobre tela, murais e desenho, sendo estes os processos manifestados como seus principais veículos artísticos.

O desenvolvimento técnico do desenho e pintura alia-se com a pesquisa de referências visuais da natureza do mundo e do ser humano. Dentro de um trabalho declaradamente figurativo, as simbologias particulares e universais estruturam os pilares temáticos das obras. Simultaneamente, rigidez e organicidade exaltam-se através de tons pastel para compor imagens que traduzem a sensação que aflora de um lapso do cotidiano e resulta em um momento de introspecção.

 

Depoimento Pessoal

A escolha da paleta se manifesta em tons pastel e cores mais apagadas como um contraponto à saturação exacerbada do cotidiano.

No convívio urbano, nos acostumamos a sobreviver rodeados de informações gritantes em todo o sentido sinestésico da palavra. Sons e barulhos ultrapassam decibéis humanamente aceitáveis, pessoas se manifestam de maneira impositiva e agressiva para serem notadas, cores e movimentos explodem em toda a amplitude que o olhar alcança.

A saturação de tudo que nos rodeia é um indício da anestesia da recepção do ser em somatória à necessidade descontrolada de reconhecimento e manifestação.

O modo como apresento as cores e as temáticas de meu trabalho é um manifesto dessaturado, pois acredito que, partindo do estado mais estático, os mínimos movimentos se realçam.

Num cotidiano onde onde a saturação impera, busco ilustrar um local de refúgio onde as sutilezas tem valor e força. Apresento meu trabalho, para eu mesmo e quem possa recebê-lo, como um lembrete de que existe um lugar onde a energia não é gasta desnecessariamente e sua mínima manifestação pode ser reconhecida e contemplada.

No nosso cotidiano não nos faltam cores, nos falta perceber as sutilezas que existem entre elas.

Obras do artista