Artistas

Anais Karenin

ANAIS-KARENIN - (Jundiaí, 1993) - vive e trabalha em Tóquio.

Anais-karenin é artista e pesquisadora. Seu trabalho discute a relação com a natureza e seus contrastes com materiais artificiais, atuando nas fronteiras entre seres animados e inanimados e lidando com a matéria orgânica em seus processos criativos. A partir de instalações, esculturas, vídeo, som, gravuras e objetos, a artista estabelece relações simbióticas entre elementos distintos, levantando os paradoxos culturais na definição do que é ou não é vida, do que tem ou não tem espírito. A pesquisa percorre transversalmente ciência e arquitetura, colocando estes pensamentos em encontro com modos de pensamento empíricos. Suas obras enfrentam a condição da efemeridade e impermanência do tempo. Cursando Doutorado em Poéticas Visuais na PPGAV/USP, é mestre em Arte e Cultura pelo PPGArtes/UERJ, no qual teceu relações entre o Japão e o sertão do Ceará como transposição de fronteiras, através de filosofias animistas. Em 2019 realizou a exposição individual "Invisible/Immaterial" na galeria HPop, em Tóquio - Japão. Participou de residências de arte no Brasil e no Japão, dentre elas a "Rice Valley Project" em Quioto - Japão (2017). Expôs em instituições e salões de arte, como 14o SNAI, 15o Salão de Artes de Ubatuba, “Com os olhos no céu da boca”, Centro Cultural dos Correios (2019); "FUNES" na galeria Niji, em Tóquio - Japão (2019); “IV Bienal do Sertão”, no Museu do Piauí (2019); “Faça-Você-Mesmx”, com curadoria de Alexandre Sá no espaço A MESA (2018); “Achados e Perdidos”, com curadoria de Marcelo Campos na galeria Gustavo Schnoor (2018); “Políticas Incendiárias”, com curadoria de Fernanda Pequeno no Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica (2017); “13 à mesa”, com curadoria de Ivair Reinaldim no espaço A MESA (2017); “Nuit Blanche” no Museu de Arte Contemporânea (MAC-Niterói, 2017); “Experiência 9+1”, com curadoria de Pollyana Quintella, no Centro Cultural Justiça Federal (2017); “Festival Mais Performance”, com curadoria de Carolina de Menezes no Oi Futuro Ipanema (2017), entre outras.

Obras do artista