MASP APRESENTA SALA DE VÍDEO: MELANIE SMITH

Exposição

  • Nome:

    MASP APRESENTA SALA DE VÍDEO: MELANIE SMITH

  • Abertura: 01 de julho 2022
  • Visitação: até 14 de agosto 2022

Local

  • Local: Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
  • Evento Online: Não
  • Endereço: Avenida Paulista, 1578 - Bela Vista

 MASP APRESENTA SALA DE VÍDEO: MELANIE SMITH

Obra ‘Fordlândia’ exibe fragmentos do distrito homônimo 
para além da proposta criada por Henry Ford em 1927


1 de julho a 14 de agosto de 2022 


Ministério do Turismo e MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, apresentam, de 1 de julho a 14 de agosto de 2022, a exposição Sala de vídeo: Melanie Smith, no 2° subsolo da instituição. Com curadoria de Leandro Muniz, assistente curatorial do MASP, a mostra exibe Fordlândia (2014), um vídeo com fragmentos da paisagem industrial e natural do distrito homônimo localizado às margens do rio Tapajós, no Pará. A exposição compõe a programação da Sala de vídeo do MASP, que propõe o aprofundamento em produções audiovisuais no âmbito da produção artística. 


Melanie Smith (Poole, Inglaterra, 1965) vive e trabalha entre a Cidade do México e Londres. Suas obras, em suportes distintos, refletem sobre a pintura na história da arte e sua relação com a imagem em movimento. Seus primeiros trabalhos ilustram as características comportamentais de multidões inseridas no ambiente urbano, enquanto os mais recentes estendem-se ao estudo dos processos de modernização da América Latina. A artista se interessa pela montagem fragmentada, criando experiências fílmicas e performativas que muitas vezes aludem à produção de bastidores.


A obra Fordlândia mostra a interação entre a natureza e a arquitetura da cidade e suas formas de vida que surgiram ao longo do tempo. Fordlândia foi concebida em 1927 por Henry Ford (1863-1947), pioneiro da indústria automobilística, como uma fábrica de extração de látex de seringueiras. As normas de trabalho eram rígidas, com supervisão de capatazes e horários de entrada e saída controlados por relógios e sirenes, além de uma alimentação diária baseada nos padrões americanos, como hambúrgueres. Tais formas de controle levaram a uma revolta, em 1930, que foi duramente reprimida pelo exército. 


Nos anos 1940, as seringueiras, plantadas muito próximas umas das outras, foram atacadas por pragas. De qualquer forma, já era possível fabricar látex sintético de maneira mais rentável, levando ao fechamento da fábrica em 1945. Os trabalhadores continuaram no distrito, onde passaram a desenvolver a agricultura e a pecuária. 


No filme, Melanie Smith retrata o cotidiano dos habitantes de Fordlândia através de associações livres e não sincronizadas entre imagens e sons, com montagem de cenas feitas por meio das relações de formas, texturas e cores, criando uma narrativa não linear. Para o curador Leandro Muniz, o vídeo, “longe de ser uma denúncia dos absurdos da modernização, mostra os modos de sociabilidade surgidos na cidade, para além das tentativas de controle de seu criador no início do século 20”. 



SOBRE MELANIE SMITH


Melanie Smith nasceu em Poole, Inglaterra, em 1965. Ela vive e trabalha entre a Cidade do México e Londres. A artista participou da 54ª Bienal de Veneza, representando o México, em 2011. Entre suas exposições individuais, estão: Melanie Smith: Farce and Artifice, MACBA Museu d’Art Contemporani de Barcelona, Barcelona, Espanha, 2018; Fordlandia, LULU, Cidade do México, México, 2015; Melanie Smith, Maps, mud and mundo(s), Galería Proyecto Paralelo, Cidade do México, México, 2015; e Melanie Smith. Crocodiles and Elevators, CCA Contemporary Art Centre, Vilnius, Lituânia, 2014. Seu trabalho integra instituições como o Museu de Amparo em Puebla, México; Museu de Arte Contemporânea, León, Espanha; The Museum of Modern Art, Nova York, Estados Unidos; e Tate Modern, Londres, Inglaterra.


SERVIÇO 
SALA DE VÍDEO: MELANIE SMITH 
Curadoria de Leandro Muniz
2º Subsolo
Visitação: 01.07 — 14.08.22

MASP — Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
Avenida Paulista, 1578 - Bela Vista
01310-200 São Paulo, SP
Telefone: (11) 3149-5959
Horários: terça grátis Qualicorp, das 10h às 20h (entrada até as 19h); quarta a domingo, das 10h às 18h (entrada até as 17h); fechado às segundas. Entrada gratuita em todas as primeiras quartas-feiras do mês – um oferecimento B3.
Agendamento on-line obrigatório pelo link masp.org.br/ingressos
Ingressos: R$ 50 (entrada); R$ 25 (meia-entrada)


www.masp.org.br 
facebook.com/maspmuseu 
twitter.com/maspmuseu 
instagram.com/masp

Newsletter

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044 SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52
Fale conosco via WhatsApp