Modernismo Expandido: Seminários, visita mediada e lançamento do catálogo

Exposição

  • Nome:

    Modernismo Expandido: Seminários, visita mediada e lançamento do catálogo

  • Abertura: 03 de agosto 2022
  • Visitação: até 07 de agosto 2022

Local

  • Local: Galeria Principal – Museu Nacional da República
  • Evento Online: Não
  • Endereço: Esplanada dos Ministérios – Brasília – DF
O Museu Nacional da República apresenta

 

Modernismo Expandido: Seminários, visita mediada e lançamento do catálogo

 

Como parte da programação da mostra "Modernismo expandido", em exibição no Museu Nacional da República em Brasília até o dia 7 de agosto, acontecem um seminário online e outro presencial para discutir o Modernismo brasileiro e seus desdobramentos. Com transmissão canal https://www.youtube.com/c/DesvioProduçõesCulturais. No dia 4, quarta-feira, às 19h, o curador associado do Denver Art Museum Raphael Fonseca aborda o tema "Pesquisas curatoriais em outras centralidades". No dia 6, sábado, às 17h, na Galeria principal do Museu Nacional, a curadora da mostra Denise Mattar realiza uma visita mediada à exposição, seguida de uma fala com o curador Divino Sobral com o tema "Um modernismo do Centro-Oeste brasileiro e a mostra Modernismo Expandido". Após a fala, será lançado o catálogo da mostra, com distribuição gratuita.

 

Sobre Denise Mattar

Denise Mattar foi curadora do Museu da Casa Brasileira, SP de 1985 a 1987, do Museu de Arte Moderna de São Paulo de 1987 a 1989 e do Museu de Arte Moderna RJ de 1990 a 1997. Como curadora independente realizou de 1997 a 2014 mostras retrospectivas de Di Cavalcanti, Flávio de Carvalho (Prêmio APCA), Ismael Nery (Prêmios APCA e ABCA), Pancetti, Anita Malfatti, Samson Flexor (Prêmio APCA), Frans Krajcberg, Mary Vieira, Maria Tomaselli. Aluísio Carvão, Abelardo Zaluar, Raymundo Colares, Hildebrando de Castro, Norberto Nicola, Aldo Bonadei, Alfredo Volpi, Guignard. E as seguintes mostras temáticas, de 2004 a 2014: Traço, Humor e Cia, O Olhar Modernista de JK, O Preço da Sedução, O' Brasil, Homo Ludens, Nippon. Brasília - Síntese das Artes, Tékhne e Memórias Reveladas, Pierre Cardin, Mário de Andrade, Projeto Sombras, No Balanço da Rede, Duplo Olhar.

 

Sobre Divino Sobral

Divino Sobral nasceu em Goiânia, GO em 1966, onde vive e trabalha como artista e curador independente. Recebeu as premiações: prêmio Curadoria do Salão Anapolino de Artes (2017); prêmio Curadoria do Prêmio Marcantonio Vilaça CNI SESI SENAI (2015); prêmio de Crítica de Arte do Situações Brasília Prêmio de Artes Visuais do DF (2014); Rede Nacional Artes Visuais Funarte (2012); Conexão MinC/Funarte/Petrobras (2012); Prêmio Marcantonio Vilaça MinC-Funarte (2009); Prêmio Festival de Inverno de Bonito, MS (2005). Entre 2010 e 2013 foi Diretor do Museu de Arte Contemporânea de Goiás.

 

Sobre Raphael Fonseca

Raphael Fonseca é curador associado de arte moderna e contemporânea latino-americana no Denver Art Museum. Doutor em Crítica e História da Arte pela UERJ. Recebeu o Prêmio Marcantonio Vilaça de curadoria (2015). Realizou a curadoria das exposições "Raio-que-o-parta: ficções do moderno no Brasil" (2022, SESC 24 de Maio, São Paulo, curador-geral); "Sweat" (2021, Haus der Kunst, Munique, co-curadoria de Anna Schneider) e de "Vaivém" (Centro Cultural Banco do Brasil SP, DF, RJ e MG, 2019-2020), fruto de sua tese de doutorado. É curador, junto com Renée Akitelek Mboya, da 22ª edição da Bienal_Sesc_Videobrasil, em 2023. Desde 2020 organiza o projeto 1 curadorx, 1 hora, onde realiza uma série de entrevistas com curadores de todo o Brasil e de diversas gerações. 

 

Sobre a mostra

Com obras de 46 artistas brasileiros, a mostra "Modernismo expandido" traça um panorama de como o movimento modernista se articulou, expandiu e consolidou em cinco estados: Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul, entre 1930 e o final da década de 1950, culminando com a construção de Brasília. Com curadoria de Denise Mattar, a exposição apresenta 68 obras que ilustram a efervescência do período e dos desdobramentos do movimento Modernista distante de seu marco histórico e geográfico, a Semana de Arte Moderna de 1922, que este ano completa 100 anos. Em exibição na Galeria Principal do Museu, a mostra é realizada com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultural do Distrito Federal (FAC-DF).

 

Serviço:

Seminários "Modernismo expandido"

Seminário 1

Tema | Pesquisas curatoriais em outras centralidades

Por | Raphael Fonseca

Quando | 4 de agosto – quarta-feira – às 19h

Onde | Online | https://www.youtube.com/c/DesvioProduçõesCulturais

Entrada | Gratuita

Duração | uma hora

 

Seminário 2

Tema | Um modernismo do Centro-Oeste brasileiro e a mostra Modernismo Expandido"

              Seguido de visita mediada

Por | Denise Mattar e Divino Sobral

Quando | 6 de agosto – sábado – às 17h

Onde | Galeria Principal – Museu Nacional da República

Entrada | Gratuita 

Duração | uma hora

 

Lançamento do catálogo da mostra "Modernismo expandido"

Quando | 6 de agosto – a partir da 18h

Onde | Galeria Principal – Museu Nacional da República

Distribuição | Gratuita

 

Modernismo expandido

68 obras de 46 artistas de 5 estados brasileiros – Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul

Da década de 1930 à década de 1950

Curadoria | Denise Mattar

Onde | Galeria Principal 

              Museu Nacional da República 

              Esplanada dos Ministérios – Brasília – DF

Visitação | Até 7 de agosto 

                   De terça a domingo, das 9h às 18h30 

Entrada | Gratuita

Classificação indicativa | Livre para todos os públicos

Newsletter

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044 SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52
Fale conosco via WhatsApp