Agenda

Exposição "Flutua, em diálogos ressonantes"

Galeria de Arte Mamute - R. Caldas Júnior, 375, Centro Histórico, Porto Alegre

Exposição "Flutua, em diálogos ressonantes"

COMUNICADO IMPORTANTE : Devido a pandemia do Covid-19, anunciado 12/3 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendamos que confirmem a realização dos eventos antes de se deslocarem. As informações mudam a todo momento.Telefone para contato com a organização da exposição no final da página. 

 

Flutua, em diálogos ressonantes

 

Exposição coletiva das artistas representadas e convidadadas.

 

 

A Galeria de Arte Mamute convida para a abertura da exposição "Flutua, em diálogos ressonantes", com mostra coletiva de suas representadas, exibição de galeria estrangeira, artistas convidadas e uma série de Rodas de Conversa com mulheres de diferentes áreas de atuação do cenário cultural gaúcho.

A mostra, com curadoria de Paula Bohrer, propõe relações e diálogos entre as obras, abrindo força coletiva e sororidade entre os discursos e narrativas individuais das artistas, a partir de conexões de três núcleos expográficos - Tempo, Mergulha e Horizonte - criando ritmos, levezas e densidade, direcionando nosso olhar ao singelo ou em cortes brutais e definitivos.

Participam da coletiva as artistas representadas pela Galeria de Arte Mamute - Andressa Cantergiani, Camila Elis, Claudia Hamerski, Dione Veiga Vieira, Fernanda Gassen, Fernanda Valadares, Goia Mujalli, Laura Cattani (Ío), Letícia Lampert, Marília Bianchini, Mariza Carpes, Patrícia Francisco e Sandra Rey -, as artistas Fabian Albertini e Gabriela Maciel, representadas pela galeria italiana Noaddress, e a artista Claudia Andujar, representada pela Galeria Vermelho.

A proposta, longe de ser uma exposição de gênero, pretende ser espaço de potência e voz para a investigação e produção dessas artistas, espaço de discussão de experiências e conexão em cruzamentos de diferentes áreas de criação - artes visuais, arquitetura, design, cinema, música, teatro, entre outras. ⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 

 

 

Texto curatorial - por Paula Bohrer

 

FLUTUA, EM DIÁLOGOS RESSONANTES.

Flutua, fazendo conectar inúmeras margens de rio, de mar.
Flutua, com leveza para tocar o corpo que é outro, e sente, permeia, absorve e expande a sensibilidade do que há para criar entre dois pontos. Ser ponte, e vibrar em ressonância magnética afetiva dissipando o que é vida. Flutua, plana na psique que explora a existência da presença compartilhada que atravessa, pulsa e propaga em densidade, em sororidade.
Sermos água e fluirmos é natureza que evolui através da visão amplificada.

Flutua relativizando o Tempo não linear. Tempo-observação, que cria raízes ou é vento, em poéticas de deslocamento construídas por paisagens baseadas na conexão corpo-natureza. Reter memórias simbólicas decodificando significados inconscientes e assim escolher como ser e onde estar. Sentir organicamente a partir do sutil exercitando o olhar para o detalhe e para a pausa. Resiliente, seguir na direção contrária enaltecendo a beleza do silêncio pela resistência. Da subjetividade humana, relacionar-se esteticamente, criando a experiência, fazendo levitar.

Mergulha ganhando asas, adensando em proteção, protesto ou luta. Com força ascendente compor narrativas quânticas onde se estabelece novos ritmos a partir de lembranças, afetos e cicatrizes, como água, pedra, terra ou chão. Gerar novas percepções que desloquem certezas e questionem nosso modo de pensar, alterando a maneira pela qual algo é considerado, entendido ou interpretado.
No diálogo entre arte e espiritualidade, vislumbrar novas possibilidades atentas ao corpo natural na sociedade contemporânea, ondulando entre o micro e o macrocosmo.

Como uma linha que nada limita, Horizonte é céu, onde se coloca intenção em beats, em cuore, em projeção, estabelecendo com coragem, novas regras dinâmicas e abertas. Refletir sobre processos naturais estabelecendo novos eixos de investigação sobre as formas de compreender a paisagem e as relações, gerando contato entre corpo físico e urbano.
Acolher o invisível que nos habita, transpor identidade essencial em voz e dignidade.

Flutua... tempo, mergulha e horizonte.

 

 

 

FLUTUA, EM DIÁLOGOS RESSONANTES

Mostra coletiva das artistas representadas e convidadas

Curadora: Paula Bohrer

Abertura: 20 de março de 2020, 19h

Visitação: 24 de março a 05 de julho de 2020

De terça a sexta, das 13h às 17h.

Galeria de Arte Mamute - R. Caldas Júnior, 375 - Centro Histórico, Porto Alegre

Telefone (51) 3286-2615