Exposição "Bruno Big Jam Session"

Exposição

  • Nome: Exposição "Bruno Big Jam Session"
  • Abertura: 12 de maio 2022
  • Visitação: até 07 de junho 2022

Local

  • Local: Galeria Artur Fidalgo
  • Evento Online: Não
  • Endereço: Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, loja 1. Copacabana - Rio de Janeiro

No dia 12 de maio, a Galeria Artur Fidalgo apresenta a exposição Bruno Big Jam Session das 19h às 22h. A mostra terá um conjunto de aproximadamente trinta obras inéditas, dentre elas pinturas e aquarelas, realizadas entre 2021 e 2022 pelo artista. Na abertura haverá a apresentação dos músicos Marcelo da Lua, Edu Neves e Guto Wirtti, que vão fazer uma JAM SESSION. Durante a visitação o público deve levar seus fones para ouvir a playlist de Jazz e música instrumental criada especialmente para a exposição. De acordo com Big:


"A exposição JAM SESSION apresenta uma nova fase do meu trabalho gráfico, onde me aventuro pelo universo da pintura abstrata. Essa fase iniciou ao conhecer a tinta aquarelada, fiquei fascinado pela técnica e pelas surpresas que acontecem durante o processo de pintura sobre o papel.

Minhas criações sempre foram mais para o lado figurativo, minhas primeiras experimentações abstratas foram pintando na rua, em painéis, sempre algum suporte grande. Mas no meu trabalho dentro do ateliê ainda não tinha me encontrado com a arte abstrata. Andava um pouco cansado da rotina do início, meio e fim do processo habitual de pintura, não me sentia desafiado. Nesse novo momento, não existe planejamento, nem um fim, tenho que deixar minha sensibilidade e olhar me guiar e descobrir os caminhos que quero seguir graficamente. 

O nome Jam Session veio quando comecei a pintar sem um estudo prévio ou um esboço do que ia realizar, apenas deixando fluir os gestos e as cores sobre a tela, o improviso passou a ser primordial, buscando a harmonia nas composições, assim como os músicos que sobem num palco para tocar juntos e improvisar. 

Eu sou a banda, a tela meu palco, as cores minhas notas, os gestos o ritmo, de repente me vi fazendo música com tinta. Combinando os acordes de cores, sobrepondo em camadas, deixando tudo redondinho como dizem no meio musical".


CONHEÇA A OBRA DE BRUNO BIG! ACESSE A PÁGINA DO ARTISTA!



JAM SESSION

 

Bruno Big iniciou a sua trajetória pela street art, da qual se tornou expoente.

Fazendo uso de um traço próprio que proporcionou base para uma pintura que se faz perceber de pronto (principal desafio para qualquer imagem lançada na urbe), com ênfase naquilo que Georges-Didi Huberman classifica como legível, ou seja: o que se reconhece e compreende, conquistou muros, fachadas e empenas pela cidade e o mundo.

Do tempo em que foi colaborador da artista e professora Thereza Miranda guardou importantes fundamentos que elaborou abrindo em sua obra novos espaços e possibilidades.


Um pouco antes do início da pandemia, Big começou a se interessar e estudar o Abstracionismo na pintura, valendo-se do tempo de reclusão para se lançar em novo desafio, de reinventar-se (como precisa fazer todo artista). Para isso, abriu mão da representação e de palhetas de cor preestabelecidas se lançando em pinturas que uma vez iniciadas não têm fim preconcebido.


Se pensarmos na divisão proposta pelo historiador Heinrich Wölfflin entre duas grandes tendências na pintura: a linear, ligada ao desenho e à representação, e a pictórica onde há ênfase do comportamento da tinta, do gesto do artista e se propõe a uma forma de criação de imagem que vai conduzir ao expressionismo abstrato podemos concluir que é para este universo, de maior liberdade (e risco), que seu trabalho flui, como um músico de jazz que partindo de uma base explora infinitas possibilidades.


No ateliê de Bruno ouve-se de Django Reinhardt a Miles Davis e quase sempre há uma novo achado musical. É nesse espírito da descoberta que Big vem trabalhando. O artista David Hammons menciona uma fala de Ornette Coleman que o marcou: “Follow the idea of the song, not the song itself.”


Movido por ideias plásticas, pictóricas e cromáticas abertas, Bruno Big produz obras que se nutrem e se relacionam com o Jazz. Assim antes fizeram Matisse, Mondrian e um grande número de importantes artistas. Mais para Pollock (de quem Coleman era colecionador) e menos para Michelangelo, Big vem fazendo essa passagem que chama atenção pela coragem neste momento em que as instituições têm se interessado de forma quase unânime por trabalhos fortemente narrativos.

Bruno, porém, sabe fazer seus próprios caminhos, ou como também, disse Ornette

Coleman: “Follow the idea, not the sound.”

 

Bob N

ao sul do equador, à beira do atlântico

2022"

 

Apoio:@cervejapraya e @rinoprod

 


SERVIÇO

Exposição Bruno Big Jam Sessions
Galeria Artur Fidalgo

Abertura: 12 de maio, quinta-feira, das 19h às 22h

Visitação: 12 de maio a 07 de junho de 2022
Horário de visitação: segunda a sexta das 10 às 19h. Sábado e domingo mediante agendamento
Endereço: Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, loja 1. Copacabana - Rio de Janeiro - RJ - Brasil. CEP: 22031-900
Entrada franca

 

Newsletter

RUA QUATÁ 845, VILA OLÍMPIA, CEP: 04546-044 SÃO PAULO - SP | CNPJ: 29.752.781/0001-52
Fale conosco via WhatsApp