Artistas

Pedro de Moraes

Pedro de Moraes, carioca de 1942, iniciou sua trajetória fotográfica aos 12 anos, no estúdio dos irmãos José e Humberto Franceschi, na rua da Passagem, em Botafogo. Atuou nos grandes acontecimentos políticos e culturais de sua época, em diversas áreas da fotografia, como o jornalismo, cinema, publicidade, arquitetura e moda. Filho do poeta Vinicius de Moraes, teve o privilégio de vivenciar de perto o rico ambiente artístico do Rio de Janeiro na década de 1960, tema de seu trabalho fotográfico. Participou do Cinema Novo como diretor de fotografia de cineastas como Joaquim Pedro de Andrade (“Guerra Conjugal”, 1975 e “Aleijadinho”, 1978), Glauber Rocha (“Idade da Terra”, 1979), Antonio Carlos Fontoura (“Wanda Pimentel”, 1973 e “Arquitetura de morar”, 1974) e Gustavo Dahl (“Em busca do ouro”, 1965). Publicou Vi vendo e é coautor, com o fotógrafo Bruno Barbey, da obra 1968: Paris, Rio. Vive atualmente entre o Rio de Janeiro e a Bahia.

Obras do artista