Artistas

Luiza Prado

Luiza Jesus do Prado, conhecida como Luiza Prado (n. 1988 Guaratinguetá / Br), é uma artista transdisciplinar brasileira. Prado integra a busca de soluções através da interseção entre arte e ciência. Sua prática de pesquisa que envolve a sexualidade ligada a questões psiquiátricas e neurológicas sob uma perspectiva anticolonial e anticapitalista.

Sua proposta é o reprocessamento e dessensibilização de traumas e memórias e seu resgate neural através da arte ligada a outras disciplinas, como tecnologia, física, neurociência, psiquiatria.

Em 2014, ele teve residência artística no Museu de Arte Contemporânea de Bogotá (Colômbia), derivado de sua pesquisa central, intitulada Sexualidade Colonizada, situação em que, consequentemente, seu trabalho “Gula” foi adicionado ao acervo permanente do Museu, ele também participou do Simpósio da América Latina, Project Showcase no Memorial da América Latina, que fez parte do estande - Brasil-Colômbia.

Na performance, ele participou de ações públicas como a Exposição Performatus da Cia Excessos e também no projeto "Presença Permeável" no Paço das Artes no Teatro Municipal de São Paulo em 2017. Em 2017 também foi convidado para o Pacific Standard Time LA / LA, realizada no Muzeu em Anaheim, com o projeto “We The People”, obra que mais tarde foi exibida na Bienal Internacional de Casablanca em Marrocos, no mesmo ano também participou da segunda Bienal de Fotografia e Vídeo de o Shangai no Museu de Arte Contemporânea de Chongqing, na China, com sua série de curtas-metragens intitulada "Reincarnate".

Em 2018, ele participou da Bienal do Cairo - Algo Mais no Egito, com o trabalho "Sinto muito".

Participou de feiras como Scope Miami (EUA), Stroke Art Fair (DE), Room Art Fair (ES), exposições Feminismen Halle (DE) no Brasil e na América Latina e, em alguns países europeus, exposições como (DIS) OBEDIENT -Art Serv (EUA), Yes And No More (FR), Meduja Mujer (CO), Trabalho-Dores do Cú - Maus Hábitos (PT), entre muitos outros.

Somos uma empresa de propriedade e operação familiar.

Além de MAC Bogotá, ele também trabalha nas coleções permanentes da Enter Art Foundation, em Berlim, e do Museu Municipal de Arte Contemporânea, em Cusco, Peru.

Obras do artista