Artistas

José Ivacy

Vive e trabalha em Brasília/ Sobradinho.

Desde os anos 80 cria intensamente bras que tem como característica a artesania e a manipulação de diversos materiais, principalmente a madeira e metais. Visível em suas pinturas e objetos, um complexo conjunto de formas geométricas e orgânicas, percorrendo um caminho próprio no campo da inventividade.

Participou de diversas mostras individuais e coletivas de artistas em Brasília. Sua mais recente individual foi “Poéticas do Tempo”, curadoria de Bené Fonteles, na galeria Karla Osorio, além de coletivas na Galeria Manoobra, na Galeria Casa e em espaços institucionais com o Museu Nacional da República. Participou também de feiras nacionais e internacionais.

O artista cria uma geometria arrojada e sensível em diálogo profundo com a passagem do tempo sobre esta matéria, que não é só suporte, mas também a simbiose a aragem da forma-cor sobre a planura e relevo a lhe conferir um sopro do essencial para que a matéria vibre em força densa dança ao mesmo tempo com delicadeza vasta. Vaza também entre os objetos como nos de cimento e madeira na conversa poderosa de construção de arquitetura de “cidades invisíveis” que nos toca e retoca o campo in nito do imagético

 

Lives and works in Brasília/ Sobradinho.

Since the 80’s he creates intensively artworks that have artcraft characteristics and the manipulation of a diverse range of materials, mainly wood and metals. In his paintings and objects, we perceive a complex set of geometric and organic forms, wandering its own path in the grounds of inventiveness.

He participated of many solo and group shows in Brasilia. His most recente solo show was “Poetics of time”, curated by Bené Fonteles at Karla Osorio Gallery; besides group shows at Manoobra Gallery anda t Gallery CASA, and  institutional shows including at the National Museum in Brasília. Particopated also in several art fairs in Brasil and abroad.

The artists creates a daring sensitive geometry, in a profound dialogue with time passing over such matter which it is not only the support. It is also the symbiosis and the breeze of the color on the atness. It is a relief granting a breath of the essential in order that the matter vibrates with a solid force, dancing at the same time with a vast delicacy. It scoops between the objects like cement and wood in a powerful conversation of architectural construction of “invisible cities” which touches us and retouches the in nite imagetic eld.

Obras do artista